segunda-feira, 20 de maio de 2013

Monte Verde - Prainha

O dia amanheceu com muito sol, depois da noite inteira de chuva, então resolvemos ir conhecer a prainha.
No dia que chegamos passamos por uma placa que indicava prainha, na nossa mente a placa fica bem perto do camping, mas  na verdade a distancia entre o camping e a placa é  de 14km.
No local marcado saímos do asfalto e começamos a descer numa estradinha de muitas curvas e pedras soltas.  

Placa indicativa

Placa no início da estrada de terra

No começo uma boa estradinha

Depois de uns 10km encontramos um senhor que disse que deveríamos seguir em frente sempre margeando o rio.

Estradinha piorando

Local de captação de água para incêndio 

Belas paisagens

Já estávamos desistindo, mas uma nova placa renovou as esperanças
  
 
A estradinha é bem sinalizada
  
Seguimos sentido Jaguary de Baixo


Imagens do rio que seguimos margeando

Em alguns momentos parecia que estávamos perto...

...Mas logo aparecia outra queda.

Sempre margeando

Encontramos dois garotos, pedimos informações e descobrimos que era só continuar seguindo, mas que ainda estava bem longe.
Continuamos,mas  500m depois um atoleiro nos impediu, fizemos o retorno e voltamos sem conhecer a prainha.
Os garotos ainda informaram que a estrada para Camanducaia estava péssima e que deveríamos retornar pela de Monte Verde. 
A decepção de não conseguir chegar fez a volta ser rápida, sem todos os cuidados para não bater o protetor de cárter,e em pouco mais de 20 minutos fizemos o percurso que tinha demorado 1 hora.
Ainda brincamos que estávamos na montanha russa do HOPI HARI sem cinto.

Paramos então para tirar fotos respirar e aguardar a passagem de uma carreta que transportava uma estação tratamento de esgoto.

Dia lindo de Sol

Entrada/saída da estrada para Monte Verde/Prainha

 

Realmente uma pena, porém mais um motivo para voltar.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Monte Verde - Barraca alagada

Depois da trilha do Platô e do Pinheiro Velho, pegamos uma "pequena chuva"


Promessa de  Chuva 

Ficamos aguardando  a chuva passar por mais ou menos uma hora antes de conseguir retornar ao local que estacionamos o carro.
Chegando ao camping tivemos uma "ótima" surpresa, nossa barraca auxiliar estava descoberta e totalmente alagada, a lona caiu e a forte chuva  molhou todos os mantimentos, roupas e presentes de natal que levaríamos para Ribeirão Preto.

Barraca auxiliar, alagada, não fixamos bem a proteção

Ainda bem que estávamos sozinhas no camping 

Depois de espalhar nossas coisa, numa tentativa de secar tudo, voltou a chover forte e com vento.  

O jeito era fazer graça

Ainda bem que a mochila com as roupas que usaríamos no camping estava na barraca principal, assim como cobertores, colchão e alguns poucos alimentos. 

Choveu forte durante toda a madrugada até umas 5h 

Dia seguinte um belo Sol.

Resumo do dia

*Trilha do Platô;
* Restaurante Pinheiro Velho;
* Trilha do Pinheiro Velho;
* Aeroporto;
*Uma das barracas alagada; 
*80% das roupas molhadas;
* Todos os presentes de Natal molhados;
* E muita história para contar.

domingo, 5 de maio de 2013

Monte Verde - Trilha do Pinheiro Velho

Depois do ótimo almoço era hora de continuar, decidimos então fazer a trilha do Pinheiro Velho, simples, bem sinalizada com várias entradas começamos na  lateral do restaurante na Alameda Pinheral (entrada 2) até o Aeroporto. 


Seguimos na seguinte ordem: 2, Pinheiro Velho,3, 4,5

Placa indicativa da entrada 2

Araucária 


Ponte sobre o riacho que corta a trilha

Fonte do Pinheiro Velho

Placas indicativas

Pinheiro velho


Subindo  em direção ao aeroporto

Entrada/Saida Aeroporto (3)

Conhecendo o aeroporto mais alto do Brasil(1560 m de altitude)

Segundo a placa não deveríamos andar na pista, mas como era quarta a cidade estava vazia, andamos até onde a vista alcançava e de cima conseguimos visualizar as várias Monte Verde.

Placa imponente 

vista panorâmica para a cidade


Café Mirante aeroporto, estava fechado.

Retornamos pela rua do aeroporto, até a entrada 4, começava a chover então descemos rápido até a Av Sol Nascente (5) e tivemos que ficar uns 30 minutos no posto de gasolina esperando a chuva forte passar, retornamos mais ou menos 1km até onde deixamos o carro estacionado e voltamos para o camping para uma "bela surpresa".

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Monte Verde - Restaurante Pinheiro Velho

Descemos rapidamente a  trilha do Platô por conta da chuva que estava armando, famintas andamos pela cidade procurando um restaurante, quarta-feira a cidade estava quase toda fechada, era dia de folga coletiva, escolhemos o Pinheiro Velho instalado num belíssimo prédio na Av. Monte Verde. 

Restaurante Pinheiro Velho 

Entrada do restaurante, super aconchegante 

Interior do restaurante,paredes decoradas com rótulos de cerveja

Mesas em estilo colonial com tampo de cerâmica

 Mapa de Minas e paredes com os rótulos 


Pedimos um dos pratos do cardápio, a quantidade de comida é surpreendente, nós duas comemos bem e ainda sobrou. E que comida! Arroz soltinho, feijão, peixe empanado sem gordura, salada e fritas, isso tudo para uma pessoa segundo o cardápio, mas comemos bem e ainda sobrou, além disso tínhamos pedido mais uma porção de fritas e um H2O, não demos conta de comer as fritas.

Antepasto de abobrinha e berinjela antes do prato principal.

Atendimento maravilhoso, fomos atendidas pelo Anthony, um garoto de 12 anos, super simpático, atencioso e solicito, conhecia todo o cardápio e cuidava dos menores detalhes, além dele o tio, Sr Ismael, que parece ser o dono do restaurante, estava sempre atento a tudo, inclusive depois do almoço veio saber se estava tudo certo, se gostamos e se fomos bem atendidas, ainda comentou sobre as trilhas da região e indicou lugares que poderíamos conhecer. 


Restaurante Pinheiro Velho mais que indicado.  
Endereço: Av Monte Verde, 1123 - Monte Verde , MG